segunda-feira, 10 de maio de 2010

sábado, 10 de abril de 2010

Naruto 490

Kyubi parece um cachorrinho...

domingo, 13 de dezembro de 2009

Batman 2 Anunciado!

Recentemente foi divulgado um novo trailer do novo Batman com o título Arkham has Moved.












terça-feira, 15 de setembro de 2009

Renasce um Clássico: Need For Speed

Depois de ter marcado época com jogos excelentes, a franquia Need for Speed passou os últimos anos no limbo.

Era de Ouro:

Need For Speed
Need For Speed II
Need For Speed III: Hot Pursuit
Need For Speed IV: High Stakes ou Road Challenge
Need For Speed V: Porshe
Need For Speed VI: Hot Pursuit 2

Era do Limbo:

Need For Speed 7: Underground (até que não era tão ruim)
Need For Speed 8: Underground 2
Need For Speed 9: Most Wanted (o melhor dentre os da era do Limbo)
Need For Speed 10: Carbon
Need For Speed 11: Pro Street (amado por alguns odiado por outros, tentou dar um ar de simulação à série)
Need For Speed 12: Undercover (voltou ao estilo arcade, mas não trouxe nada de novo, caiu na mesmice)

Então eis que ressurge das cinzas com um novo conceito. O 13º jogo da franquia Need For Speed: Shift, como o nome sugere, veio para trazer mudanças. Desenvolvido por um time diferente, com pessoas que trabalharam em outros projetos de sucesso em outras empresas, Shift vem com um foco mais voltado à simulação, mas sem frustrar os que preferem o estilo arcade. Com muitas opções para customizar as assistências à direção, o jogo atende dos mais leigos aos mais habilidosos.

Enfim são tantas melhorias e uma sensação fantástica de estar dentro de um carro que realmente trouxe de volta aquela sensação boa de se jogar um Need For Speed. O site GameTrailers fez um review completo e o jogo tirou nota 9.1 de 10. Devo dizer que concordo inteiramente com esse review, portando, ao invez de escrever tudo que eles disseram de novo aqui, acessem o link do review abaixo e vejam por vocês mesmos. Afinal um jogo de corrida só dá para avaliar assistindo.

sábado, 8 de agosto de 2009

Demo do Batman Arkham Asylum



Clique na imagem para vê-la em alta resolução (1440x900)

Hoje tive o prazer de testar o demo do jogo Batman Arkham Asylum, que jogo, que jogo. Me surpreendi com o nível de detalhes gráficos. Os modelos são incrivelmente detalhados, como mostram as figuras à seguir:








Fora os gráficos a jogabilidade está perfeita, o modo combate é bem intuitivo e simples, o que não significa que o jogo é fácil. Há muitos momentos onde se enfrenta inimigos armados, nessas situações é suicídio simplesmente sair na "porrada". É ai que entra a melhor parte do jogo, o modo "Detetive". Nesse modo a visão do jogo muda com um aparelho que o Batman usa, que o permite ver e analisar toda a situação: ver onde estão os inimigos, os batimentos cardiacos, o estado emocional deles e objetos que devem ser investigados. Desse modo pode-se perceber lugares no alto onde batman pode usar seu gancho e se posicionar em uma posição estratégica e em seguida escolher o melhor método para derrotar os inimigos sem ser visto.


É claro que os "chefes de fase" não são assim tão simples de derrotar, mas infelismente nesta demo não foi possível enfrentar nenhum, somente foi possível chegar até o video de introdução ao primeiro "chefe" e então o demo acaba.

O jogo completo tem data marcada de lançamento para dia 15 de setembro de 2009 na América do Norte.

Fique com o video de gameplay em baixa qualidade. Para videos em alta qualidade acesse o site GameTrailers

video




domingo, 7 de junho de 2009

Aniversário

Hoje fui à festa de aniversário combinado do @magonet e da @claudiabimba junto com o pessoal da liga. Foi bom rever o pessoal, estava com saudades. Tirando o fato de uma certa "THE THING" estar presente e levar um certo filme (ew) que nem vale comentar, foi tudo de bom.

Estou explodindo de tanto comer. Primeiro salshicha completa com purê de batatas, batatinhas fritas e milho, depois pão de queijo, depois bolo, pudim, os super secretos e maravilhosos cupcakes da @kikaluthor, chocolate e as broinhas da @claudibimba. Ufa...

Depois os presentes. Acho que o @magonet não vai ter mais lugar para pendurar na parede do quarto a arte que demos de presente à ele, já que o @theredjay, que é desenhista, sempre o presenteia com alguma ilustração, e eu resolvi também dar de presente a ele um impresso de um modelo que fiz, em um certo software de modelagem que estou aprendendo a usar.
Este modelo tem 3 milhões de vértices, eu comecei a modelar qualquer coisa deixando livre a criatividade e o que saiu foi isso. Mas para um primeiro modelo feito em 2 horas acho que está bom.

A @kikaluthor ganhou uma camiseta do @theredjay estampada com o Spock que ela desenhou. Imagina se ela não pulou de alegria.

E o @theredjay desenhou quase todo mundo em webcomic incluindo eu. Vou esperar que ele me mande a versão final, pois adorei.

Acho que receber esse tipo de presente é ótimo já que é tudo feito com carinho e criatividade além de ser algo único que ninguém vai ter igual.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Star Trek


Assisti o novo filme do Star Trek e devo dizer que é ótimo, salvo alguns detalhes que eu vou reclamar nos próximos parágrafo. rs
Bom o primeiro detalhe é relativo ao Kirk. Pergunte a qualquer fã de ST, o Kirk é o melhor estrategista que a Frota já viu, ele é lendário. Só que este filme teve um ritimo tão acelerado que não deu tempo de mostrar isso, para quem não é fã ficou parecendo que o Kirk se tornou capitão por pura sorte.

O segundo detalhe é sobre o teste do Kobayashi Maru. Nos livros originais o Kirk reprograma o computador para que o klingons reconheçam o Kirk como um famoso capitão, assim ele consegue resgatar a nave com diplomacia. Só que no filme mostra que ele reprogramou o computador para que os klingons ficassem sem escudos. Achei a cena muito fraca. Além de o teste não apresentar contexto nenhum já que o Kirk, nos livros, bateu o recorde de tempo de sobrevivencia naquele teste nas outras vezes em que tentou, e perdia noites de sono tentanto bolar uma estratégia que o levaria à vitória.

O terceiro detalhe é a trilha sonora. Eles não usaram a trilha clássica e isso eu achei um furo. Principalmente no momento que a Enterprise aparece. Segundo o @theredjay eles tocaram a musica tema da serie classica, mas isso foi só no final, por definição trilha sonora é o conjunto das peças musicais usadas num filme, programa de televisão ou jogos eletrônicos. E não apenas uma musica.

Fora estes detalhes o resto é perfeito, a história, a representação dos personagens com menções honrosas a Spock, McCoy, Scotty e Chekov. E achei excelente o fato do Leonard Nimoy (Spock Original) ter aparecido no filme. Os efeitos de batalha foram excelentes.

Ah e uma coisa que merece total atenção: foi o primeiro filme em que no espaço não tem som, isso eu achei uma sacada excelente.

Bom essas foram minhas impressões sobre o filme, se você leitor discordar de alguma coisa pode comentar a sua opnião, afinal ninguem é dono da verdade e cada um tem um gosto particular. E a minha conclusão final é que o filme é ótimo, mas ainda prefiro o ritimo original de Star Trek, mensionando que, entre filmes de batalha, "A Ira de Khan" ainda é o melhor na minha opinião.

Blogs que acompanho